Uopeccan precisa com urgência de doação de dieta enteral e suplementos alimentares

Os efeitos colaterais do tratamento contra o câncer são diversos, entre eles, a queda do cabelo, febre, aumento de peso, náuseas, vômito, tonturas e falta de apetite. Alguns pacientes apresentam dificuldades para se alimentarem, não conseguem engolir os alimentos por estarem debilitados, necessitando a introdução da sonda, chamada alimentação (dieta enteral).

Um dos maiores desafios quando se fala em alimentação de pessoas debilitadas é lidar com a desnutrição. Devido à dificuldade de se alimentarem pela boca, muitas vezes, as necessidades nutricionais do organismo não são supridas.  Em razão do estoque baixo desses produtos, o Hospital do Câncer Uopeccan de Cascavel e Umuarama inicia neste mês a campanha de dieta enteral e suplementos alimentares. Os produtos arrecadados serão destinados no tratamento dos pacientes que se alimentam por sonda. Atualmente entre as duas unidades cerca de 30 pacientes utilizam dessa forma de introdução alimentar.

De acordo com a nutricionista oncológica da Uopeccan de Cascavel, Bruna Lima, a nutrição enteral visa oferecer tudo que uma pessoa necessita como, carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e água. “Os alimentos são essenciais e indispensáveis para qualquer ser humano, são eles que fornecem nutrientes para o nosso corpo. O paciente com câncer durante a fase do tratamento precisa ter um equilíbrio harmônico na sua alimentação, por isso é fundamental a ingestão em quantidade e qualidade adequada dos alimentos, mantendo assim a integridade estrutural e funcional do organismo”, orienta a nutricionista.

Além do tratamento ser realizado no ambiente hospitalar, o paciente tem a possibilidade de dar continuidade, após a alta hospitalar em casa. “Nossos pacientes recebem em média dois litros de dieta ao dia, conforme sua condição clínica. Porém, pelo alto valor dessa alimentação via oral, alguns acabam não dando continuidade, aumentando o risco de complicações, internações e mortalidade”.

A dieta enteral pode ocorrer de três maneiras: via enteral, gastrostomia e jejunostomia. Em alguns tipos de cânceres como de boca, estômago, esôfago, intestino, entre outros, a alimentação precisa ser adaptada via oral. Normalmente essa mudança na alimentação acontece em todas as faixas etárias, com prevalência entre adultos e idosos.

A nutricionista Oncológica da Uopeccan de Umuarama, Franciele Stefanoni Cia, destaca que a terapia de nutrição enteral auxilia de diversas formas, “melhora do estado nutricional, otimização da cicatrização principalmente em situações de pós operatório, manutenção de massa muscular, prevenção de lesão por pressão, melhora da imunidade e ajuda na tolerância aos efeitos colaterais do tratamento”.

 

Como posso ajudar?

Os interessados em ajudar com a doação da dieta enteral e suplementos, é importante se atentarem a data de validade do produto e depois realizar a entrega no Núcleo Solidário, que fica na rua Potiguaras, nº 880, Santo Onofre, Cascavel, ou no Hospital do Câncer Uopeccan de Umuarama, na avenida Paraná, 7592, Zona III.

O setor de Nutrição e Dietética da Uopeccan está solicitando as doações, que podem ser tanto de dietas enterais líquidas ou em pó.

Opções líquidas: IsosourceSoya 1,2kcal/ml, Novasource Senior 1,2kcal/ml, Nutri Enteral Soya 1,2kcal/ml, Nutri Enteral 1,5kcal/ml e Trophic 1.5kcal/ml.

Em pó, algumas das opções são: Nutrison Soya 800g 1,2kcal/ml, Nutrison Soya MultiFiber 800g 1,2kcal/ml, Nutri Enteral Soya 800g 1,2kcal/ml, Trophic Basic 800g 1,5kcal/ml, Pleni 800g 1,5kcal/ml e Enteral Comp 800g 1,2kcal/ml.

Opções de suplemento pediátrico: Nutren Kids 350g 1,0 a 1,5kcal/ml, Pediasure 400g e 900g 1,0 a 1,5kcal/ml e Fortini 400g 1,0 a 1,5kcal/ml.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones:

(45) 2101-7062

(44) 2031-0761