“Um dia eu vou sair daqui melhor do que entrei”, afirma paciente com câncer de próstata

Após os 70 anos de idade, o desejo de muitas pessoas é aproveitar a família, livre de preocupações, como era o caso do Sr. José de Moura. Mas, aos 75 anos ele foi surpreendido com um câncer de próstata. “Eu procurei o posto de saúde para fazer os exames de rotina, porque de tempos em tempos eu sentia dor ao urinar. Fiz os exames e fui encaminhado para a Uopeccan para investigar mais e foi constatado que eu estava com câncer de próstata”, lembra o paciente do Hospital Uopeccan de Umuarama.

Ele conta que, ao receber a notícia, não se assustou e que o objetivo maior era a cura. Logo que o câncer foi diagnóstico, José de Moura passou por uma cirurgia para a retirada da próstata, mas há 6 meses, em um acompanhamento corriqueiro, foi descoberto que o câncer voltou. Por isso, ele vem fazendo radioterapia desde então. Como um paciente exemplar, José conta que nunca perde o dia de tratamento. “Espero em Deus e na ciência que ele deu para os homens que um dia eu vou sair daqui melhor do que entrei. Não sabemos quantos anos vamos viver, mas nosso prazer é viver mais. Tenho fé na cura.”, afirma.

Desde que iniciou as radioterapias, o paciente é acompanhado todos os dias pelo filho, Samuel Moura. De acordo com a psicóloga da Uopeccan de Umuarama Juliana Caldeira da Silva, o apoio da família é essencial durante o tratamento contra o câncer. “Faz parte dessa caminhada não só cuidar da saúde, mas também das relações. Logo, uma paciente com boa sustentação e amparo familiar, tende a se sentir mais motivada para seguir com o tratamento. Ao estar acompanhado de um familiar durante as consultas, o paciente se sente amparado e tranquilizado. O suporte emocional e psicológico de um ente querido ajuda a encarar a situação sob um outro ponto de vista”.

Para o filho, acompanhar o pai é muito importante para a recuperação. Ele conta que, todos os dias, antes das 5h, os dois estão prontos para sair de Alto Piriqui, onde moram, e ir para Umuarama. “Meu pai é uma pessoa um pouco ansiosa e eu sou um pouco mais paciente. Então, eu tenho a minha paciência e ganho a dele também. Acredito que isso ajuda para que ele tenha uma boa recuperação”.

Diagnóstico precoce do câncer de próstata

O Novembro Azul é um movimento mundial, desenvolvido para conscientizar a população, em especial os homens, sobre a importância dos cuidados com a saúde e da realização de exames de rotina, como o de próstata.

Hoje, a recomendação é para que homens a partir dos 50 anos procurem um urologista para iniciar a prevenção, conforme explica o urologista da Uopeccan de Umuarama André Ricardo Lopes Garcia. “Ela é uma doença que deve ser investigada a partir dos 45 ou 50 anos. 45 anos começam os pacientes que apresentam fatores de risco, como história familiar. Não temos como prevenir e o mais correto é o diagnóstico precoce. Por isso a orientação de seguimento, acompanhamento com o seu urologista de confiança é sempre a melhor recomendação para que você não venha sofrer ou venha morrer pela doença”.

José finaliza com uma mensagem importante: “para todos os homens, é que não pode ter vergonha. A gente tem que cuidar da saúde, é a principal coisa. Se tem que fazer o exame, se libera e faz, não precisa ter medo. Tem gente que morre à mingua que não foi fazer o exame. Mas se tem condição, é importante”.

Como agendar uma consulta na Uopeccan

Os homens que se encaixam na idade indicada para o exame, podem agendar uma consulta com os médicos especialistas por meio dos telefones dos convênios/particular (45) 2101-7132 (Cascavel) ou (44) 2031-0773 (Umuarama).

Pacientes do SUS devem procurar primeiro a Unidade Básica de Saúde mais próxima da residência.