Três pacientes tocam sino da vitória no mesmo dia na Uopeccan de Cascavel

Esta semana, especialmente a terça-feira, dia 13, será lembrada para sempre por três pacientes da Uopeccan de Cascavel que tocaram o 1º primeiro sino da vitória, que significa o fim do tratamento contra o câncer e marca o início do acompanhamento anual, que dura 5 anos.

As três crianças foram diagnosticadas com LLA (Leucemia Linfoide Aguda) em fases diferentes da vida. Caio Lucas dos Santos, hoje com 11 anos, recebeu o diagnóstico em 2018. “Durante o tratamento ele teve muitas intercorrências, foi bastante agressivo. Mas, graças a Deus ele respondeu muito bem e vencemos a primeira etapa. Ver ele tocar o sino hoje é maravilhoso, porque a gente só entende o que é o câncer quando vive na pele. Vencemos com muita fé, esperança e confiança nos médicos”, destaca a mãe, Geruza Francisca. A família é de Umuarama.

Diagnosticada em 2019, com apenas 2 anos e 11 meses, Sofia Gonçalves da Silva, também foi uma das crianças a comemorar o fim do tratamento. “O tratamento dela começou em junho e ela vinha com sintomas desde de novembro de 2018, então ela chegou um pouquinho evoluída, mas os médicos entraram e fizeram um milagre. A sensação de ver ela tocando o sino é inexplicável, porque desde o início foi esperado. Agora estamos ansiosos pelos 5 anos, tenho certeza de que vai passar logo”, conta a mãe, Aline Oviedo Gonçalves. Hoje, Sofia tem 6 anos; a família reside em Santa Lúcia.

Também diagnosticado em 2019, Vinicius Marcolino Consalter, apresentou inicialmente sintomas de virose. “Eu fui levando ele ao médico, até que ele precisou ficar internado, porque as plaquetas estavam muito baixas quando foi feito o exame. No internamento, foi cogitada a possibilidade de ser leucemia por conta do quadro, então fomos encaminhados para a Uopeccan para uma punção lombar (para coleta da medula óssea) e deu positivo. O fim do tratamento não tem explicação, é como renascer, é maravilhoso. Agora só esperar o segundo sino para completar”, afirma a mãe, Marilei Marcolino Consalter. A família reside em Francisco Beltrão; Vinicius tem 6 anos e no início do tratamento tinha 3 anos e 2 meses.

Além das mães, as crianças também estavam acompanhadas pelos pais para celebrar este importante momento.

Principais sintomas

Aos pais e familiares, fica o alerta para os principais sintomas do câncer infantojuvenil, que atinge crianças de 0 a 19 anos, conforme o INCA (Instituto Nacional de Câncer): palidez, hematomas ou sangramento, dor óssea, caroços ou inchaços, perda de peso inexplicável, tosse e/ou febre persistente, aumento e dor abdominal, mudanças de comportamento, como isolamento.

Como agendar consultas?

Para receber o primeiro atendimento no hospital, por meio do SUS, é necessário que o paciente seja encaminhado pelo médico da Unidade Básica de Saúde da cidade de origem. Por isso, se tem dúvidas, não deixe de levar seu filho(a) ao médico.

Quem buscar o hospital através de convênios ou forma particular, pode entrar em contato pelos telefones (45) 2101-7131 ou (45) 2101-7135 para agendar.