Mais de 10 mil pacientes receberam tratamento de radioterapia no Complexo Hospitalar Uopeccan

Nos últimos 10 anos, mais de 10 mil pacientes foram tratados no Hospital do Câncer Uopeccan de Cascavel e Umuarama. O Complexo Hospitalar conta com equipamentos no tratamento de radioterapia de alta tecnologia avançada, entre eles, IMRT (Radioterapia de Intensidade Modulada), VMAT (Arcoterapia Volumétrica), Radiocirurgia e Radioterapia Estereotáxica Fracionada através dos Aceleradores Lineares. Além disso, conta com os equipamentos de Braquiterapia de Alta Taxa de Dose e Raio-X Superficial, ideal para tratamentos de câncer de pele.

A maioria dos pacientes oncológicos recebem o tratamento pela radioterapia, quimioterapia ou cirurgia. As radiações da radioterapia são utilizadas para destruir ou impedir que as células do tumor aumentem, cada tecnologia empregada nos tratamentos pode entregar doses de radiações de diferentes formas.

A Uopeccan trabalha com as técnicas modernas há 6 anos, quando foi o sétimo serviço no Brasil a implementar a tecnologia VMAT, ou seja, com essa experiência, o serviço é considerado referência em tratamentos mais avançados na Região Sul do Brasil.  Para que esse trabalho seja desenvolvido com excelência, contamos com o apoio da equipe multidisciplinar, entre eles, médicos radio-oncologistas, físicos médicos, dosimetrista, equipe de enfermagem e técnicos de radioterapia, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, assistentes sociais, psicólogos, entre outros.

O Físico Médico da Uopeccan de Cascavel, Gustavo Simonetti, ressalta o cuidado que os profissionais de saúde têm durante o atendimento. “Todos esses tratamentos dependem de muito estudo e dedicação da nossa equipe. Através do planejamento do tratamento realizado pelo físico médico é possível oferecer alta concentração de dose de radiação, fazendo com que o tumor receba a quantidade ideal sem prejudicar os outros órgãos sadios ao redor da doença”.

Segundo o Físico Médico da Uopeccan de Umuarama, Pedro Vitor Berchiol Iwai, a missão diária de todos profissionais é a busca pela cura do câncer. “A nossa instituição se destaca em pesquisa científica de nível mundial, o que garante que nosso público está sempre sendo atendido por profissionais atualizados nas técnicas e tecnologias”.

Radioterapia no Câncer de mama e próstata

Para o tratamento radioterápico do câncer de mama pode ser utilizado o IMRT (Radioterapia de Intensidade Modulada), onde o físico médico tem o papel de desenvolver o tratamento específico para a paciente, modulando o feixe de radiação para obter uma distribuição de dose homogênea no volume mamário, evitando as doses muito baixas e muito altas.

No câncer de próstata é usado a tecnologia VMAT (Arcoterapia Volumétrica, ou Radioterapia Volumétrica em Arco), que realiza a modulação do feixe de radiação enquanto o aparelho gira ao redor do paciente. Com uma volta rápida de menos de dois minutos, é possível atingir a próstata de diferentes ângulos e intensidades, e assim garantir doses altas onde tem doença enquanto evita a irradiação do reto, da bexiga e dos fêmures do paciente.

Físicos Médicos da Uopeccan de Cascavel, Gustavo Simonetti e Enio Yoiti Honda.

 

Físico Médico da Uopeccan de Umuarama, Pedro Vitor Berchiol Iwai.