“Ele é um verdadeiro milagre”, diz mãe do menino que recebeu o Certificado de Coragem na Uopeccan

O tratamento do câncer infantojuvenil é um período desafiador tanto para os pais quanto para as crianças. Por isso, a equipe de radioterapia do Hospital do Câncer Uopeccan de Cascavel desenvolve um trabalho diferenciado com os pequenos. Durante as sessões de radioterapia, a criançada utiliza máscara termoplástica personalizada com o tema de super-heróis, para tratar os tumores de cabeça e pescoço, face ou sistema nervoso central.

Nessa luta contra o câncer, os ‘pacientes mirins’ começaram a receber o certificado de coragem. Conforme a biomédica dosimetrista, Larissa Carolina da Rosa Lago, a ação tem por objetivo reconhecer a valentia dos pequenos e parabenizá-los pelo excelente comportamento. “Quando recebemos um certificado, isso mostra que algo foi concluído, dessa forma nossa intenção foi entregar para a criança e a mãe, uma lembrança de que o tratamento foi finalizado com sucesso, e que foi concluído uma etapa muito importante. A entrega de um certificado reconhece que ele foi corajoso, confiou na equipe e enfrentou seus medos, de forma que pudemos executar os atendimentos”.

Mateus CharneskyDalmaso, de 3 anos, que pode ser até pequeno no tamanho, mas corajoso por finalizar as sessões de quimioterapia e de radioterapia, foi o primeiro receber o documento que comprova sua bravura. Segundo a mãe, Elisiane CharneskyDalmaso, os médicos haviam informado a impossibilidade da realização de cirurgia devido à localização do tumor que traria alto risco de perda da fala e dos movimentos. “Foi muito triste quando recebi essa notícia, mas ainda eu tinha esperança que meu filho conseguiria vencer essa batalha. A partir desse momento começamos o tratamento aqui e hoje finalizamos com o auxílio e dedicação dos profissionais, eles foram essenciais nesse processo”, conta Elisiane.

O tratamento com radioterapia de alta tecnologia é muito preciso, sendo necessário o bom posicionamento e imobilização do paciente para que o tratamento seja executado na localização correta do tumor. De acordo com o médico anestesista, Francisco Almeida Junior,em algumas ocasiões, é preciso a sedação do paciente, como foi o caso do Mateus. “Ele evoluiu muito bem durante o tratamento, tanto do ponto de vista de saúde, comportamental e psicológico. As crianças precisam de cuidados especiais, por conta da idade. Desta forma utilizamos dos cuidados médicos e amor para que eles se sintam à vontade”.

Momento da comemoração

A última sessão de radioterapia foi marcada com alegria, aplausos e balões, juntamente com a equipe multiprofissional para comemorar essa conquista. “Ele é um verdadeiro milagre, a caminhada ficou mais leve com o apoio de vocês. O cuidado e amor de todos foi demonstrado nos mínimos detalhes desde quando cheguei, durante o tratamento com a máscara do Homem de Ferro que produziram para ele, tornando as sessões mais tranquilas, que nem vi os dias passarem”, finaliza.

Além do Mateus finalizar o tratamento, ganhou de presente amizade do Théo Romanini, de 3 anos, que também trata um tumor cerebral. “Foram vários dias de encontros diários, o Théo amou tudo isso, criaram uma parceria que trouxe um novo colorido diante de tantas incertezas”, destacou a mãe do Théo, Larissa Romanini. Théo será o próximo a tocar o sino da vitória e ganhar o certificado de coragem, assim que finalizar as sessões de radioterapia.