Pesquisa Clínica

Em mais um passo importante de sua história, a Uopeccan criou no ano de 2010 um grupo de trabalho dedicado à formação de um Centro de Pesquisa Clínica dentro de normas estabelecidas, para atuar na administração e condução de estudos clínicos próprios da instituição e de outros serviços com a sua participação.

O que é

A Pesquisa Clínica é uma investigação científica que envolve seres humanos e que tem por finalidade comprovar a eficácia e a segurança de um produto para a saúde. Ou seja, se este produto funciona para tratar/prevenir uma doença e se os efeitos colaterais são poucos e suportáveis ao paciente.

É por meio da Pesquisa Clínica que a medicina alcançou tantos avanços nos últimos tempos. Descoberta de medicamentos para tratar doenças, inclusive o câncer, vacinas para prevenção de problemas de saúde, equipamentos utilizados em diagnóstico, ou seja, tudo isso foi possível devido a uma Pesquisa Clínica!

A Pesquisa Clínica é dividida em fases:

As Pesquisas Clínicas são compostas por várias fases (I, II, III, IV) e necessitam ser conduzidas sob rigorosas normas éticas internacionais, e também atender a todas as regulamentações brasileiras. Porém, antes de um medicamento inovador ser aplicado em seres humanos, deve obrigatoriamente ser aprovado nos testes pré-clínicos, que englobam desde a proposta e desenvolvimento inicial da molécula do produto, até a os testes laboratoriais e em modelos animais. De 5.000 a 10.000 substâncias testadas, somente cerca de 5 são aprovadas para continuar em desenvolvimento e passam para a fase clínica.

Os estudos de Pesquisa Clínica podem ser:

Estudos de prevenção;
Estudos de detecção e diagnóstico;
Estudos de controle e tratamento do câncer;
Estudos sobre o impacto psicológico causado pela doença;
Estudos sobre aumento de sobrevida dos pacientes;
Estudos de avaliação de qualidade de Vida dos pacientes.

Por se tratar de um hospital especializado em oncologia, o Centro de Pesquisa Clínica da UOPECCAN está voltado desenvolver estudos clínicos que envolvem ensaios clínicos com novos fármacos, equipamentos ou novas técnicas de tratamento, prevenção e detecção do câncer.

Todos esses estudos têm como objetivo comum à tentativa de responder, dentro de rigorosos preceitos éticos, a perguntas que tenham a possibilidade de aplicação na prática oncológica, ou seja, de buscar alternativas ainda melhores do que aquelas que estão atualmente disponíveis.

 

Dr. Ademar Dantas da Cunha Junior – CRM 14045
Médico Responsável